Pequenos Homens Livres | Resenha #92



Vem comigo descobrir o que eu achei dessa fantasia que se passa em um local imaginário chamado Discworld. Onde se passa muitos outros livros desse mesmo autor. Bora lá?


Editora: CONRAD DO BRASIL
Autor: Terry Pratchett
Edição: 1
Ano: 2010
Assunto: Teen - Literatura 
Idioma: Português
ISBN: 8576163381
Páginas: 262




Sinopse

Com apenas uma frigideira e seu bom senso, Tiffany Dolorida, jovem futura bruxa de 9 anos, é tudo o que há entre os monstros do Reino das Fadas e o Giz, sua terra natal. Forçada a seguir rumo ao Reino das Fadas para recuperar seu irmão sequestrado, A senhora do Reino das Fadas pretende dominar o mundo ao eliminar a barreira que separa realidade e sonhos. Com isso, monstros e vilões dos pesadelos e histórias da carochinha irão invadir o Disco e apenas Tiffany poderá impedi-la. O único problema é que, apesar de toda sua coragem e determinação, Tiffany ainda não sabe usar seus poderes, que certamente serão necessários para salvar o mundo. Ela se alia aos Nac Mac Feegle, também conhecidos como Pequenos Homens Livres, um clã de pequenos seres azuis que adoram beber e se meter em uma boa briga. Juntos terão de enfrentar muitos perigos e desafios até o encontro com a Rainha.

“Você deve saber de onde vem senhorita. Caso contrário, como saberá para onde vai?”


Resenha



Tiffany tem apenas 9 anos quando descobre que a magia e os contos de fadas e seus personagens são reais. Pouco antes da sua aventura começar, ficamos sabendo que faz apenas uma semana que Tiffany decidiu que será Bruxa quando crescer. E esse nome não combina nem um pouco com uma Bruxa. Mas com um sapo falante conversando com Tiffany Dolorida já percebemos que ela tem talento pra coisa!


Assim que Tiffany conhece a senhorita Perspicácia Carrapato uma Bruxa que além de ouvir seu coração para tomar decisões também ouvi os rins (sim os rins!) já adentramos com tudo no mundo dos contos de fada com o sequestro do seu irmão e o aparecimento de homenzinhos azuis: os Nac Mac Feegle que são os pequenos homens livres que estão sempre prontos para uma boa briga e quando a briga não está nem aí pra eles, eles simplesmente se enfrentam. 


O irmão de Tiffany é sequestrado por uma Rainha que deseja eliminar a barreira que separa a realidade do mundo dos sonhos. Inclusive alguns momentos da história temos essas duas realidades se colidindo.

“Outro mundo está colidindo com este. Todos os monstros estão voltando.”

A história, o universo, os personagens e a própria escrita fogem muito do convencional, e faz muito sentindo que uma garota astuta como Tiffany queira ser Bruxa e não Princesa ou Fada, que ela lute e trabalhe na fazenda da família, que ela queira salvar o irmão mais novo com a ajuda de seres estranhos que estão brigando e bêbados a maior parte do tempo.




O que eu achei:

Aquele livro de fantasia que você respeita! 
Acredito que eu já tenha dito aqui no blog que não sou da Fantasia, mas esse livro me fez ter vontade de ler todos os livros desse autor que criou um local imaginário chamado Discworld onde se passam vários de seus livros.
Não vou dizer que o livro é perfeito, pois em alguns momentos eu senti um pouco de lentidão na história, e uma coisa que fica meio destoante é que o livro começa com um clima e isso muda no decorrer da história, então pode ser por isso. Vai ver eu esperava uma aventura épica e não foi tão épica assim. Mas tiro o chapéu pra qualquer autor que tenha que criar um universo que não existe e que pouco se assemelha com o nosso.


Comentários

  1. Oiii!!! Não conhecia nem o livro nem o autor. Adoro fantasia, e essa me pareceu ser um pouco lúdica (talvez pelo nome dos personagens), porém se tratando de literatura teen da para entender porquê. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, espero que goste! Quando ler comentários aqui!

      Excluir
  2. Livro diferente. Me lembrou um pouco A Evolução de Calpúrnia Tate, acho que é porque Tiffany é uma menina muito madura para idade dela. Já saber que será bruxa quando crescer e ter isso em mente.
    É um livro de fantasia muito interessante. Fiquei encantada com a história, um conto de fadas bem criativo e outra né? Ouça os rins! hehehehe

    ResponderExcluir
  3. Nem conhecia a obra, mas já gostei haha
    Achei bem legal a protagonista ser tão novinha, e gostei das frases que você destacou. Vou procurar saber mais a respeito, e tentar encontrar o livro.

    Beijos <3

    ResponderExcluir
  4. Não sou muito bom em comentar este tipo de livro. Bem distante da minha vibe. :) Entretanto, se essa ilustração acima é do livro, me fez lembrar do clipe de uma música do The Black Eyed Peas, Meet Me Halfway.

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas gostei da resenha e achei a capa fofa demais. Gosto muito de fantasia e, apesar de ser uma história mais juvenil, tentarei ler. Essa ilustração é do livro? Porque se for... amei!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia mas parece ser um livro muito divertido, sua resenha me fez rir e fiquei muito curiosa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oiii! Não conhecia esse livro, mas fiquei super interessada com a sua resenha. Não leio fantasia com nuita frequência, mas gosto de me entregar a esse mundo de vez enquando. To apaixonaaaada pelas ilustrações do livro. Desperta mais atenção ainda.
    Parabéns, beijos.

    https://almde50tons.wordpress.com

    ResponderExcluir
  8. Gente eu preciso ler Terry Pratchett, o cara é um dOs caras da fantasia ganhador de prêmios e tudo, nem sei porque nunca li nenhum livro da série Discword já que amo esses estilo nosence e maluco dessa serie.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Mais Visitadas do mês

Os Guardiões | Crítica

Serial Killers - Anatomia do Mal | Resenha #95

Edgar Allan Poe | Resenha #89

Balançando a Raba 2.0

It - A Coisa | Crítica