Unhas | Resenha #78


Minha gente, não posso me estender na resenha desse livro senão fico com vontade de reler!! A primeira leitura que fiz dele foi em agosto de 2015, cinco anos depois do seu lançamento.  A minha expectativa foi tão baixa que nem quis comprar o livro... Vi numa livraria e achei o título muito estranho, inclusive imaginei uma narrativa completamente diferente em função de algumas páginas lidas lá mesmo.  Mas aí a curiosidade de saber o teor das 250 páginas foi maior e resolvi ler em e-book. Melhor decisão do dia!! Li, amei, reli e finalmente tive dinheiro pra compra-lo! Agora ele está lindinho na minha “estante” (é simplesmente uma parte de meu guarda-roupa hahah). Quero dividir esse livro com vocês... 

Título: Unhas
Autor: Paulo Wainberg
ISBN: 987-85-62936-46-3
Ano de Publicação: 2010
Publicado por: Editora Leya
Páginas: 247
Onde Comprar: AmazonLivraria da Folha





Ele Classe média, dono de um escritório de contabilidade, tem esposa e filhos... É um homem comum dentro dos padrões sociais. Mas ele teve uma epifania dantesca que foi seguida de outras menores. Ok, a grande epifania aconteceu num hotel com um desconhecido, onde Unhas (seu nome fictício) descobriu ter um dom pra exterminar paixões proibidas; encontrou o prazer pelas mortes delas. As outras pequenas epifanias são desenvolvidas ao longo do livro...

A grosso modo, Paulo Wainberg concebeu um matador de aluguel perfeccionista e distinto e nos mostrou sua história sob a própria ótica do assassino. Unhas descobriu querer mais quando se deparou com Elisa e encontrou uma jovem paixão proibida impelida a ouvir tudo o que ele quisesse falar. À sua prisioneira temporária, ele fala e se gaba sobre alguns clientes e seus motivos... São muitas situações cotidianas, de amores e paixões, que são desdobradas em sentimentos de angustia, raiva, sofrimento... e morte.


Estamos lidando com um psicopata* e isso fica explícito em cada palavra deste livro. A falta de emoções para com a família, o raciocínio intenso e reflexões que destoa do entendimento geral da sociedade. E é aí que entra pequenas epifanias... Unhas transcorre por temas bem interessantes e você se pergunta "como nunca pensei nisso!?"; e o mais legal é que talvez você tenha pensado mas, com certeza não dessa forma.




- Tá bom, Beca, já entendi... Mas o que ele fala, afinal?
- O caráter assassino dos pais, que condenam o filho à morte desde o nascimento; a natureza fétida do corpo (excrementos, anomalias), os disfarces constantes e naturais do ser humano, a ironia dos dez mandamentos, hipocrisia do homem... Mas isso não é tudo! Unhas nos explica (e a Elisa) detalhes de seu trabalho - deixando um suspense infeliz - e, no finalzinho, porque ela está presa naquele quarto.

Como todo bom matador, Unhas propõe a si mesmo uma espécie de regras, como nunca ter uma cliente feminina. Ele descarta totalmente as mulheres por acreditar que elas são autossuficientes neste aspecto; elas " desfrutam ao máximo, mas, ao primeiro sinal de que a vida organizada delas está em perigo, renunciam à paixão, superam o sofrimento com estoicismo e rapidamente se recuperam".



 Esse livro me encheu de pensamentos muito loucos e fiquei realmente aflita com a situação de Elisa, especialmente quando soube o porquê dela estar lá... Mas o que me fez marcar este livro como favorito no Skoob foi a última página (adoro um final bem produzido) no qual Unhas oferece duas opções. Fiquei tentada a dizer quais foram mas me recuso a dar spoiler!! Portanto, leia este livro e saiba por si só hahah. Tenho certeza e você também terá, que vale a pena um pouco de suspense pra um final digno.

Com certeza, recomendo esta obra brasileira. Prendeu completamente a minha atenção e pude adentrar na mente de um psicopata (sempre tive interesse em conhecer o mundo pelo olhar de um). Paulo Wainberg mostrou a beleza até nas coisas cruéis. Adorei!  

Comentários

  1. Depois dessa vou ter que ler.. Conseguiu aguçar minha curiosidade
    Depois digo o que achei rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia mesmo, é um livro incrível! Te prende por você querer encaixar as peças, entender o personagem. E o próprio Unhas é interessante porque o modelo de pensamento dele é lógico e não uma loucura vinda do nada; ele tem uma história e se faz entender por ela. Vale a pena! :)

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Eu sei que isso vai soar meio cliche: Mas ta todo mundo lendo esse livro! Por causa disso também vou ler, tô na fase: "Maria vai com as outras".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super entendo! Todo mundo tem suas fases de leitor hahaha Se a tendência é boa, não tem porque não segui-la! Vá em frente e leia com a consciência limpa rs

      Excluir

Postar um comentário

Mais Visitadas do mês

Os Guardiões | Crítica

Edgar Allan Poe | Resenha #89

Eu, Robô | Resenha #88

Obsessões por Livros | TAG

Balançando a Raba 1.0