Cinquenta Tons Mais Escuros | Crítica


Direção: James Foley
Roteiro: Niall Leonard
Distribuição: Universal Pictures
Gênero: Erótico, Drama
Lançamento: 09 de Fevereiro de 2017
Duração: 01h 58min

O filme 50 tons mais escuros foi um dos mais esperados do cinema inclusive por mim. Todos estávamos ansiosos para ver Christian Grey e Anastasia nas telinhas do cinema de novo. Diferente do primeiro, os protagonistas estavam com uma química gostosa de se ver e com cenas mais envolventes.


O filme é uma adaptação do segundo livro da trilogia 50 tons. Nesse segundo filme retrata a vida de Christian junto com Ana mostrando os sacrifícios que enfrentaram para viver essa relação. Primeiro Ana não gosta dos famosos gostos peculiares dele e está decidida a não voltar mais para os seus braços. Já ele está disposto a tudo inclusive a abandonar suas práticas de dominação por Ana. Após uma longa conversa os dois decidem tentar fazer com que a relação possa dar certo. Porém os inúmeros obstáculos para impedir essa relação está só está começando. Os traumas de Grey, impõe limites ao medo por conta dos abusos que sofreu durante a infância, o que faz ter medo de ser tocado ou não ser ele que esteja no controle da situação. Mas todas essas armaduras se desarmam na frente de Ana. Todos percebem o quanto ela o mudou, causando inveja em muitas que já foram suas submissas.


Como Leila, que passa a perseguir Ana na tentativa de descobrir o que a tão famosa Ana tem que ela não tem?. Inúmeros acontecimentos vão surgindo de uma maneira intrigante e a cada cena meu coração disparava porque apesar de ter lido o livro, o filme conseguiu por um ar de suspense. Então foram quase duas horas de pura emoção. Coração a mil. A cena em que Christian se ajoelha e fica totalmente submisso a Ana na minha opinião foi uma das cenas mais emocionantes do filme. Ver um personagem dominador baixar sua guarda ao ponto de se tornar submisso foi impressionante.


50 Tons Mais Escuros correspondeu todas as minhas expectativas. A espera valeu a pena. Ao contrário do primeiro, o segundo longa metragem veio para nos marcar e emocionar em diversas cenas. Quem não ficou com o coração a mil ao ver Leila, ex submissa de Christian apontando uma arma pra Ana?. Tenho certeza de que todos os fãs ficaram com o coração disparado nessa cena. Eu quase pulo de emoção ao ver o Christian invadindo a sala, porém fiquei impressionada ao ver Leila o obedecer como se fosse o seu dono. Com um simples comando ela foi no chão ajoelhada, mostrando o quanto a dominação vai além de quatro paredes.


A estréia em muitos dos cinemas tiveram suas sessões esgotadas já em pre venda mostrando o quanto todos estavam ansiosos para ver Ana e Christian nas telas de novo. Um casal forte e com uma intensidade impossível de resistir.


O elenco do filme é composto por "Dakota Johnson" como a protagonista Ana e "Jamie Dornan" como o poderoso e enigmático Christian grey. Além deles, o elenco também conta com "Marcia Gay Harden", "Rita Ora" e "Luke Grimes" novamente como irmãos do dominador mais desejado dos livros.


50 tons mais escuros estreou na telinha do cinema com uma nova diretora, pois, Sam-Taylor Johnson anunciou sua saída após um grave desentendimento com a escritora E.L. James, mas logo foi substituída por James Foley que dirigiu o filme “A Estranha Perfeita”. A roteirista Kelly Marcel presente no primeiro filme também saiu e quem a substituiu foi o próprio marido da escritora E.L. James.


No Oscar o filme "50 Tons de Cinza" ganhou com a música Earned It de the Wenkend e no globo de ouro com Love Me Like You Do. E claro que a trilha sonora mais uma vez surpreendeu e agradou a todos. Temos na lista as músicas:  I Dont wanna Live Forever que também fez parte do primeiro filme, Not Afraid Anymore, No Runnig From Me, One Womam Mem, Code Blue, Bom Bidi Bom.


Música para todos os gostos não?

Comentários

  1. Concordo que tenha sido um dos filmes mais esperados. Não via nada além disso no facebook e instagram na semana de lançamento. Apenas li os dois primeiros livros da série e eu adoro ler sobre erotismo, ainda mais da forma que a James nos escreve. Quanto aos filmes, eu não vi nenhum deles apenas por desinteresse.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois assista o primeiro vai ser um pouco digamos diferente ja o segundo e perfeito

      Excluir
  2. Confesso que o filme me animou mais que continuar lendo os livros, após ler o primeiro fiquei decepcionada, mas só o trailer ja me deixou intrigada. Ansiosa pra ver esse filme, principalmente após sua resenha.

    ResponderExcluir
  3. Sou suspeita para falar sobre o filme/livro. Eu amo demais e acho tudo muito envolvente, devo confessar que no primeiro eu esperava um pouco mais da atriz... Mas, ainda assim não deixou a desejar.

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Ainda não li os livros e nem assisti os filmes, mas te confesso que não sou nem um pouco à favor deles. Acho machista o fato da mulher se sentir para baixo e só após um cara rico a propor para ela "aquilo" que ela melhora o autoestima, dá a entender que a mulher é submissa a o homem e só ele que pode fazer com que ela fique feliz, isso é chato. Sem falar que ela é a protagonista, mas quem tem história é só ele, ela só está ali para complementar. Mas por outro lado, eu quero conhecer a história para saber se é isso mesmo que se trata e se minhas impressões estão certas ou erradas!

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conheça na verdade a estória envolve muito dominação e submissão quando vc conhecer vai entender melhor

      Excluir
  5. Olá!
    Nossa, lendo sua critica me deu vontade de assistir o primeiro, que estou enrolando desde o lançamento haha
    E olha que já li os dois primeiros volumes e até que gostei. Acredito que o elenco tenha sido perfeitamente escolhido, e fico feliz que tenham tido uma química maior nesse filme :)

    Abraço!
    https://lupiliteratus.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade também fiquei feliz com o resultado deste segundo filme

      Excluir
  6. Olá!
    Gostei muito de ler a sua critica, e até fiquei com um pouquinho de vontade de assistir assim :p Mas a verdade é que fiquei um pouco dececionada com o primeiro filme, sei lá, acabei de ver e não senti "uau, que filme", então nem procurei ver este, pois achei que não valia a pena.. Mas talvez dê uma chance!
    Beijos

    Pseudo Psicologia Barata

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Mais Visitadas do mês

Os Guardiões | Crítica

Serial Killers - Anatomia do Mal | Resenha #95

Edgar Allan Poe | Resenha #89

Balançando a Raba 2.0

IMPORTANTE. LEIA!