A Guerra dos Anjos - Domínio Espiritual | Resenha #66


Oi Oi amigos
Tudo bem com vocês?

Há algum tempinho que recebi esse livro da Chiado Editora, e sim, estava ansioso para lê-lo porque a sua capa me conquistou. Quem me conhece sabe que julgo sim pela capa e não gosto muito de ler sinopses. Isso mata meu tesão pela leitura. Agora vem conferir minha opinião de todo o coração.

Título: A Guerra dos Anjos - Domínio Espiritual
Autor: Arley França
ISBN: 978-989-51-5797-6
Ano de Publicação: 2015
Publicado por: Chiado Editora
Páginas: 546
Onde Comprar: A Guerra dos Anjos - Chiado Editora





Sinopse

Depois de um planejamento maquiavélico, estruturado em cem anos, os seres infernais conseguiram a maior proeza da história: extinguir a humanidade. Com quase 5 BILHÕES de pessoas mortas, eles colocaram em ação a última parte de seu plano: possuir, com espíritos inferiores, todos os humanos restantes. Mas o que eles não sabiam é que um dentre esses humanos tinha um elemento na alma que não permitiu que ele fosse possuído. Esse humano era o guardado de Caliel, um anjo da casta dos guardadores de Deus.
Agora se iniciará a maior guerra de todos os tempos, com os anjos protegendo esse humano a todo custo, pois ele é o único que pode trazer a humanidade de volta.

Resenha

A história se inicia com uma pequena explicação de como é a irmandade dos anjos e nossos principais personagens por enquanto são Haziel e Hariel. Anjos guardadores de Deus que cumprem seu devido papel na Terra como no Céu. Uma batalha que é travada entre alguns seres malignos e anjos celestiais. Haziel é sequestrado, e é acometido a uma tortura no inferno por um demônio tido até, muito temido.


Passando para a dimensão na Terra depois de cem anos, existe um rapaz chamado Aron que juntamente com sua amada espora, Sun, é guardada pelo seu anjo da guarda, Caliel. Toda a história é melhor entendida quando Aron e Sun decidem embarcar em um avião para curtir as desejadas férias. Do lado de fora está Caliel seguindo o avião protegendo seu guardado até avistar um homem que carrega em sua barriga algumas bombas. Depois de executar o plano, o corpo do homem é desintegrado e dele sai um demônio. Tudo que Caliel precisa, é defender Aron e manter a salvo custe o que custar.
Caliel descobre por Hariel que uma guerra pode estar apenas começando e Aron é uma peça importante para salvar a humanidade. A questão é que a coisa está pesada. Demônios estão possuindo pessoas e fazendo das vidas de todos um grande inferno e causando muita destruição.


Arley França nos apresentou uma fantasia de muito valor. Apesar de ser apenas uma ficção, imagino tudo com uma mera realidade. Quando iniciei a leitura, tomei por mim que existia um anjo que me guardava. A genialidade é tão real que qualquer um que creia pelo menos um pouquinho, acaba tomando para si algo mais interior e pessoal.


A Guerra dos Anjos é um livro que possui uma escrita de fácil entendimento. O formato que o livro foi digitalizado ajuda também de uma forma que pelo menos eu, gosto de livros que contêm esse formato. A Chiado sempre arrasa em suas publicações e acredito que é apenas questão de tempo para esse livro trazer a editora jus ao nome que é de enorme responsabilidade.


Os personagens foram de interessante valor para toda a história. Fiquei surpreso por aparecerem alguns que já conheci através da minha primeira bíblia ilustrada. Grandes reviravoltas causaram em mim um alvoroço de pensamentos e sentimentos. POR QUÊ ISSO?. Como um leitor que têm suas curiosidades, juro que fiquei meio perdido quando fechei o livro, mas fiquei agradecido por A Guerra dos Anjos ter me tirado de uma ressaca que já não aguentava mais. Eu estava precisando de um livro que me revigorasse e esse veio na hora certinha. 


Talvez você imagine que por ser uma história que se passa na atualidade e que relata a vida de anjos com suas missões na Terra guardando pessoas, seja uma ficção muito sensacionalista. Não é! Independente do que você acredita ou deixa de acreditar, a história tem um conteúdo que pode lhe trazer alguma mensagem importante. Não que seja pelo lado espiritual, mas para o pessoal. Aron é um personagem muito forte que tem seus erros e acertos. Ele é humano e claro, quando vê Caliel pela primeira vez duvida das maravilhas que Deus proporciona pra gente. Um cara altruísta que vai na raça ajudar a salvar toda a humanidade sabendo que só ele pode fazer isso.


Eu adorei ler esse livro e já estou aguardando lógico por Anjos do Apocalipse que chegara em Outubro de 2017 (notícia direto de Arley). Recomendo pra você que curte esse tipo de história e até pra você que também não curte. Vale a pena experimentar o diferente.


Eu espero que tenham gostado da resenha, e até a próxima ;*

Comentários

  1. Eu quero tanto ler este liro, aproveitando minha parceria com a Chiado pedirei!! <3
    Belíssima resenha.

    Minha Fuga da Realidade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Andressa. Obrigado pelo elogio. Valerá a pena cada página lida, eu tenho a plena certeza disso. Boa leitura.

      Excluir
  2. Amei o livro,q já li, e amei sua resenha. Parabéns!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sol. Obrigado por ter amado. Espero ter escrito da melhor forma. Obrigado.

      Excluir

Postar um comentário

Mais Visitadas do mês

Os Guardiões | Crítica

Edgar Allan Poe | Resenha #89

Eu, Robô | Resenha #88

Obsessões por Livros | TAG

Balançando a Raba 1.0