O Terceiro Travesseiro | Resenha #61



Olá pessoas lindas! Tudo bem com vocês?

Vamos falar de um assunto que precisar ser conversado assim como qualquer outro.



ISBN-13: 9788586755439
ISBN-10: 8586755435
Ano: 2007 / Páginas: 208
Idioma: português
Editora: GLS







Sinopse

Baseado em uma história real, este romance desafia rótulos e hipocrisias, revelando os meandros de consciência de Marcus, um jovem comum da classe média paulistana. Com o melhor amigo Renato, descobre o amor e compreende que os dois precisarão encontrar o equilíbrio entre o que sentem e o que a família e a sociedade esperam deles, até que um terceiro personagem aparece.

Resenha
Aquele clichê de paixão entre melhores amigos, mas que não tem nada de clichê. Marcus ainda não sabe de sua homossexualidade quando se apaixona por seu melhor amigo, Renato. É com ele que Marcus vai descobrir sua sexualidade e viver as experiências sexuais que acontecem no decorrer do livro, até que Beatriz, a ex-namorada de Renato surge, mudando o relacionamento do casal que já era bem intenso e se torna ainda mais. No início a trama tem uma pegada mais adolescente, mas vai amadurecendo no decorrer da narrativa que em muitos momentos chega a ser detalhista demais, mas em outros revela apenas a cumplicidade dos personagens. Um romance homossexual que relata fatos acontecidos com ambos os personagens que são pessoas reais que viveram e passaram pela experiência. Vamos sendo envolvidos no amadurecimento dos personagens e da história que é relatada e a cada momento torcemos ainda mais pelo amor deles.



O que eu achei

Dizer mais sobre esse livro, revelaria detalhes que assim “soltos” aqui nessa resenha não faria sentido ou soariam estranhos e sabemos como a sociedade julga sem saber. Então meu conselho é leia e tire suas próprias conclusões.
Eu li esse livro quando tinha 19 anos se não me falha a memória, mas eu já era bem cabeça aberta e quando um amigo meu me disse que estava lendo, logo fiquei interessada. Mas aí as pessoas dizem: “Ah, mas é um romance homossexual” E daí? Eu quero ler e vou ler. “Ah, mas você é hétero.” E daí? Não posso ler um romance homossexual porque sou heterossexual é isso? Olha, eu acredito que cada pessoa faz o que quer e deve lidar com as consequências de suas escolhas. Ler esse livro e lidar com essa história foi muito emocionante, eu me envolvi muito com os personagens, fiquei preocupada, queria ajudar e tudo que a gente quer fazer pelos amigos que a gente tem, pois foi assim que eu me senti: como se a história falasse dos meus amigos. Eu gostei e recomendo sim, cada um deve fazer sua escolha entre ler ou não e lidar com essa narrativa tão verdadeira.

p.s.: Me perdoem a falta de imagens, mas quando eu li esse livro, li em PDF e existem poucas imagens dele disponíveis.

Até a próxima!



Comentários

Mais Visitadas do mês

Desafios | Jalysson Waldorf - Parte 1

It - A Coisa | Crítica

Balançando a Raba 4.0

IMPORTANTE. LEIA!

Missão Fênix - A Outra Guerra | Resenha #93