Doutor Estranho | Crítica


Lançamento: 3 de Novembro de 2016
Dirigido por: Scott Derrickson
Gênero: Aventura / Fantasia / Ação
Nacionalidade: Estados Unidos

Oi Oi amigos
Tudo certo com vocês?

Não é nenhuma novidade que estou sem ver muitos filmes. Agora com as férias vou poder assistir muitos nos cinemas e apreciar os filmes que tanto desejo. Doutor Estranho foi um filme repentino. Não deveria, mas assisti e estou feliz por ter esse privilégio.


A Marvel não está para brincadeira nos últimos anos desde que os filmes do Homem de Ferro e Capitão América começaram a estourar literalmente. A Marvel tem personagens incríveis que com certeza tem um grande potencial de adaptação das HQ's para as telonas. Fico muito feliz por isso. 


A história começa contando a vida de um neurocirurgião chamado Stephen Strange. Riquíssimo e bastante famoso por seus trabalhos. Suas habilidades está nas mãos e num breve momento sofre um acidente onde perde toda a possibilidade de continuar na profissão. Gasta todo seu dinheiro procurando uma cura e não encontra. Apenas uma pessoa pode lhe dizer quem o ajudará. Um homem que perdeu praticamente os movimentos do corpo e hoje continua andando e fazendo tudo que não esperava. A resposta está em Kamar-Taj, no Nepal. Lá ele conhece a Anciã depois de passar algumas vergonhas e trazer humor ao enredo. 


A anciã mostra a Strange seus poderes e Stephen fica pasmo com toda a habilidade que ela possui e que em algum dia ele poderá também ter. Basta apenas ele querer enxergar e ajudar a si próprio.


O filme tem um roteiro muito bem escrito por Jon Spaihts, C. Robert Cargill e com ajuda e direção de Scott Derrickson que já dirigiu muitos filmes maravilhosos. Escolheram a dedos os atores que se encaixaram e fizeram dos personagens mais reais ainda. Todos eles sem exceção nenhuma, estão com um trabalho belíssimo. Pra começar, escalaram Tilda que é um lacre de atriz e não é a toa que reúne uma legião de fãs e prêmios tão importante para seu profissionalismo.


O filme segue com uma trilha sonora que tem tudo a ver com a temática. É claro que tem que haver essa junção de semelhanças, mas esse está totalmente lacrador. Eu fui todo leigo para a sala do cinema. Não conhecia Doutor Estranho dos quadrinhos. Fui conhecer apenas quando lançaram a notícia de quer seria adaptado. Fiquei encantado com a história e achei muito bem elaborado o que o personagem nos trás. Todos eles contêm um significado grande para se tornarem heróis, mas cada um tem sua especialidade. Stephen nos mostra a cumplicidade, força e sarcasmo juntamente com uma coragem imensurável. Ele foi atrás de algo pessoal e por fim acabou ajudando muitas pessoas que dependiam dele para continuar vivas. 


Os efeitos especiais, já merece Oscar por voto popular. Efeitos incríveis que tenho certeza que arrancou elogios até doa altos críticos. As lutas tão bem feitas com aquele jogo de efeitos com os prédios em movimento, tudo muito bem feito.


Quanto as cenas pós créditos, o que foi aquilo, em?! incrível como a Marvel Studios consegue nos cativar com um conjunto de cenas de menos de um minutinho. Já estou esperando Thor - Ragnarok e Homem-Aranha. Vai ser tão lindo 2017.


Trailer:


Espero que tenham gostado. 
Até a próxima ;*

Comentários

  1. Esse filme maravilhoso, tem todos os ingredientes pra dar certo: roteiro, efeitos, trilha, e o melhor na minha opinião foi a atuação do Benedith que está sensacional como em tudo que se propõe em fazer. Quem diria que daquele seriado infantil ia sair um grande ator? Esse filme merece Oscar!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Mais Visitadas do mês

Edgar Allan Poe | Resenha #89

Os Guardiões | Crítica

Eu, Robô | Resenha #88

Obsessões por Livros | TAG

Stranger Things - 1° Temporada