O Lar das Crianças Peculiares | Crítica


Lançamento: 29 de Setembro de 2016
Dirigido por: Tim Burton
Gênero: Aventura / Fantasia
Nacionalidade: Estados Unidos


Oi Oi amigos.
Tudo certo com vocês?

Um filme que eu não esperava tanto e me impressionou. Assumo que pensava que seria um filme fraco e não superaria meus desejos. Assisti ao filme em um momento maravilhoso. Estava reencontrando uns amigos do ensino médio e estava nem ai pro filme. Não queria ter assistido ele de início, mas por um pedido me rendi a isso.

Eu ainda não tive a oportunidade de poder ler os livros da série, que até onde sei são três (03) publicados sobre essa história. eu jurava que seria um livro de terror e foi por esse motivo que recusei de imediato momento. Nunca fiquei bem confortável a filmes do tipo e tenho sim medo de sofrer algum ataque cardíaco dentro de uma sala de cinema.


Indo direto ao assunto, Jack é um guri bem comum onde mora, super zoado pelos pagadores de valentia tem um dia normal aos outros. Decidi visitar seu avô e é aqui que tudo se inicia. Algo de estranho aconteceu na casa do velho. Momentos antes ele teria falado com o avô por telefone, onde tal pediu para que não fosse até sua residência. Seu avô some e ele vai até uma mata atrás da casa e acaba achando ele deitado no chão de cabeça para o lado. Ao virar pode ver que está faltando os olhos (WHAT?). Que momento foda quando a pessoa que levou ele até lá sai disparando uns tiros bem certeiros e acaba espantando um monstro bem feio e desconhecido para Jack. 


Depois ele começa a montar algumas peças do jogo. Na verdade esse jogo é totalmente real e apenas seu avô contava essas histórias. Existia um orfanato para crianças especiais e peculiares. Ele lhe mostrava um por um como se fossem verdadeiros personagens de uma história de fantasia. Os pais de Jack sempre falavam que o velho era doido e que era tudo uma fantasia criada por ele. Acontece que esse segredo escondido se torna tão real que ele vai até a cidade onde se passava a história que seu avô contava, com seu pai, ao qual acha tudo uma grande besteira. Jack acha esse orfanato e encontra apenas ruínas. Há pessoas na casa. Ele as vê e com medo cai, bate a cabeça e já era. 


Suponhamos que eu sorri bem mais do que fiquei tenso. Claro que em certos momentos a apreensão tomou conta de mim e fiquei estático. Que personagens fodas. Que ideia maluca. Crianças com superpoderes e além do mais, uma diretora que se transforma em um pássaro. Bem louco isso, não?. Tudo bem que hoje vemos tantas histórias fantasiosas que acabam enojando nosso pensamento. Mas esse filme tem sua essência e fatos que acabam sendo voltados pra gente como forma tão real que desejamos vivenciar tudo aquilo.


Um time de atores maravilhosos que só por isso já merece meu super "like". Ter Asa Butterfield, Eva Green e Samuel L. Jackson em primeira estância torna o filme bem cativante. O longa tem uma fotografia imensamente linda. Um roteiro bem determinado e fiel a toda a história, feito por Jane Goldman. momentos de ápices que cutucam o espectador fazendo com que pensamos o porquê daquilo. Uma edição precisa e com uma trilha sonora perfeita. Sem contar nas maiores referências que tive nos momentos de graça e tensão.


Fico apenas tentando imaginar o que da na cabeça de criar alguns vilões tão radicais que modificam toda uma vida para conseguir algo tão inválido de pobres crianças que vivem em uma fenda com uma rotina extremamente chata. O que esse autor(a) queria na verdade? Mostrar uma crítica relacionando os monstros fantasiosos as ingênuas criaturas com dons especiais e tentar trazer isso para o real? Lógico que pensarei a esse respeito por um bom tempo até poder ler aos livros.  


Batizei os personagens de uma forma fácil. Quem já assistiu ao filme vai entender o porque de Hulk, Medusa, Poseidon e Frankestein. HUEHEUEHUEHEUE. Agora cabe a você já marcar com seus amigos e ir correndo ver ao filme porque creio eu que terá continuação. E se estiver bem a fim, me dê os livros porque estou bem interessado, ao contrário do que achava ser, me impressionou.


Até a próxima. ;)

Comentários

Mais Visitadas do mês

Desafios | Jalysson Waldorf - Parte 1

Balançando a Raba 4.0

It - A Coisa | Crítica

IMPORTANTE. LEIA!

Missão Fênix - A Outra Guerra | Resenha #93