Faces da Cura | Resenha #54


Oi Oi amigos
Tudo certo com vocês?

As mostras de cura são bem inviáveis e mal resolvidas. Como curar uma coisa que ninguém pode? Será mesmo você, querendo ser apenas quem é, ser julgado e desprezado por puros motivos desalinhados da realidade  por quem você mais considera amigo. Em as Faces da cura, Nardelli nos trás histórias conectadas por puro amor e evolução. Quer saber mais o que rola? Então vem.




Título da obra: Faces da Cura
Autor: Maurício Nardelli
Publicado por: Talentos da Literatura Brasileira – NS
Número de páginas: 244
Ano de publicação: 2015





Sinopse

Unidos pelo frágil vínculo da solidariedade e pelo tema da cura – e suas facetas –, os quatro personagens são marcados por tragédias familiares e passam a se relacionar proporcionando, uns aos outros, descobertas e aprendizados sobre o amor e a tolerância sexual e religiosa.
Ambientado em Brasília, este romance narra o abandono de uma criança pobre e a maneira como foi acolhida por desconhecidos. A partir disso, o destino e as ideias desses marcantes personagens se completam e se entrecruzam, ao mesmo tempo que se configura o perfil social e psicológico deles.
Uma saborosa experiência repleta de temas atemporais, e alguns até mesmo em voga atualmente – como a “cura gay” –, narrada de forma dinâmica e surpreendente.

Resenha

De família pobre, Naldo é um menino que se depender de sua mãe, ficaria todos os dias batendo te porta em porta pedindo dinheiro juntamente com os demais meninos de seu porte de vida. Em um certo dia, seus amigos resolveram entrar e gastar todo o dinheiro que conseguiram no dia, jogando um certo tipo de jogo num espaço reservado. Chegando em casa, sua mãe com toda raiva ao ver que o menino voltou para casa sem o dinheiro, briga com Naldo. Ao acordar cedo, preparado para mais um dia, ele acorda e fica alguns dias fora de casa arrecadando dinheiro para ficar como desculpas do dia em que levou a bronca. Voltando para casa, sua vizinha diz que sua família não está mais lá e que se mudou para o Maranhão. Abandonado aos poucos anos de vida, o que será de si?


Jorge é um professor que com o passar dos tempos, se tornou frio com Tereza, sua esposa. As dificuldades de um relacionamento estável se tornou tristonho e lento em comparação de todo o início. Depois de sair da sala de aula e decidir beber, faz algo que muda toda sua vida. Embriagado ao volante se torna mais uma pessoa em um caso que abala qualquer pessoa. Seu futuro agora depende apenas dele. O que fazer?


Algumas histórias são relatadas em Faces da Cura, tão reais que é impossível aceitar que tudo se passa de uma ficção. Os personagens são conectados em poucas páginas, fazendo assim que o leitor fique mais centrado em tudo que acontece. O livro tem sua leitura de fácil compreensão que me deixou mais curioso para saber o que seria destinado a tal personagem ao passar dos capítulos.


Além de conseguir transmitir solenidade com as histórias dos personagens, Maurício Nardelli trás aqui um assunto de alta polêmica que divide toda a sociedade. A cura gay. Um assunto que deixa qualquer um com seus conceitos atacados querendo se defender como o certo. Aqui não é diferente. As duas pessoas que são gays na história, são atacadas com palavras ínfimas que coloca qualquer ser humano em baixas expectativas.


O livro é dividido em duas partes separando o início de tudo com dez anos depois mostrando toda a evolução dos personagens. Faces da Cura é um dos livros que sem colocar coisas fantásticas, conseguiu me conquistar. A minha curiosidade valeu a pena. Conhecer Naldo foi uma experiência incrível e que dó fiquei desse garoto. Já dona Áurea, que tensão. Infelizmente, todos os relatos aqui escritos, são vivenciados todos os dias. Muito obrigado Nardelli por abrir meus olhos em alguns momentos e me fazer refletir olhando sempre para a vida do próximo como lição.


Espero que tenham gostado da resenha e se você curte uma leitura rápida, sem enrolação e quer vivenciar o mesmo que eu, digo que vale a pena dar chance a esse livro. 

Sobre o Autor


Espero que tenham gostado. 
Até a próxima.

Comentários

Mais Visitadas do mês

Desafios | Jalysson Waldorf - Parte 1

Balançando a Raba 4.0

It - A Coisa | Crítica

IMPORTANTE. LEIA!

Missão Fênix - A Outra Guerra | Resenha #93