O Mágico de OZ | Resenha #37


Oi, oi, oi pessoal!!! Tudo bem com vocês?


    ·         Editora: Universo dos Livros 
    ·         ISBN: 9788579303753
    ·         Ano: 2013
    ·         Páginas: 159
    ·         Autor: L. Frank Baum










Sinopse

Era um dia normal na vida da pequena Dorothy, em uma região rural dos Estados Unidos, 
até que, em meio à confusão de um tornado, ela é transportada para um mundo estranho e mágico, habitado por seres fantásticos e dominado por bruxas más a Leste e a Oeste.
Nesse mundo, a garota faz amigos muito especiais: O Espantalho, o Homem de Lata e o Leão Covarde. Juntos, eles partem em busca da única pessoa que poderá ajudar Dorothy a voltar para casa: o poderoso e misterioso mágico de OZ.
Mas, para isso, eles terão que enfrentar diversos perigos e, acima de tudo, encarar seus próprios medos, que só poderão ser superados por meio da esperança.

Resenha

Dorothy é uma garotinha que vive com os tios e seu cachorro Totó em uma casinha no Kansas. A casa não tem cômodos, mas existe uma espécie de porão para que eles se escondam em caso de ciclone. Dorothy descreve a casa como uma casa cinza, mas o que chama atenção é que ela descreve toda a paisagem como “cinza” e em dado momento ela diz que a casa chegou a ser pintada, mas rapidamente voltou a ser cinza. Em um dia normal o tio de Dorothy percebe a chegada de um ciclone e todos correm para se esconderem no local seguro, mas Dorothy não chega a tempo. Então a casinha de Dorothy é arrancada do chão e passa a acompanhar o ciclone. Depois de algum tempo, a casa de certa forma estaciona em OZ, um local totalmente desconhecido para Dorothy e seu cãozinho Totó. Ao cair em OZ, a casa de Dorothy esmaga a Bruxa Malvada do Leste, e os munchkins (os habitantes que ela encontrou) acreditam que Dorothy é uma feiticeira. Dorothy lamenta a morte da bruxa, pois ela não queria matar ninguém, mas a bruxa deixou e seus sapatinhos ao morrer, Dorothy os pega e calça em seus pés. 


Com muita vontade de voltar para o Kansas, os munchkins orientam Dorothy a ir até o grande mágico de OZ para que o mesmo a leve de volta. Seguindo a estrada de tijolos amarelos, Dorothy encontra primeiro o Espantalho que deseja pedir a OZ um cérebro, O Homem de Lata (que era um lenhador) que deseja pedir a OZ um coração e por último o Leão Covarde que precisa pedir ao mágico coragem.


Minha Crítica sobre o Livro

Gente, esse foi o livro que eu escolhi para o Desafio do Calendário, eu não conhecia a história toda, só sabia quem eram os personagens principais, mas desconhecia o desfecho. 

Tenho que dizer que a história é tranquila e fluida, em alguns pontos esperamos mais do que realmente é nos dado, mas sei que isso vem da simplicidade de uma história que foi escrita para crianças, mas que para nós adultos traz simbolismo e uma representatividade. Amei a história do Homem de Lata que era um lenhador que teve seu machado amaldiçoado por uma das bruxas de OZ. As melhores reflexões estão em suas frases.


Comentários

  1. Oi, Gislene. Tudo bem?
    O Mágico de Oz é uma história infantil que conheço pouco de seu desfecho, assim como foi para você. Nunca li o livro e o pouco que sei, foi devido ao filme que assisti á muito tempo atrás. Os personagens nos passam uma ótima mensagem, assim como toda a trama, e depois de sua resenha, estou realmente com vontade de mudar esta situação e ler em breve essa história que encantou e encanta a tantos até hoje.
    Adorei a dica!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia mesmo, é uma leitura super rápida.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  2. Também não conheço muito da história de O Mágico de Oz. Nunca tive muita vontade de ler, mas parece ser um livro ótimo, principalmente por tudo que a história representa.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Mais Visitadas do mês

Desafios | Jalysson Waldorf - Parte 1

It - A Coisa | Crítica

Balançando a Raba 4.0

IMPORTANTE. LEIA!

Missão Fênix - A Outra Guerra | Resenha #93