O Primeiro Vampiro | Resenha #22


Oi Oi amigos.
Tudo certo com vocês?

Em parceria com o autor Ewerton Carvalho, recebi o exemplar do seu primeiro romance titulado como "O Primeiro Vampiro". Para escrever esse livro foram aproximadamente quatro (4) anos de muitas pesquisas (será que o cara tinha tempo livre?).

Confira aqui alguns detalhes sobre o livro, se aprofunde na resenha e também venha saber qual é a minha opinião.



Título da Obra: O Primeiro Vampiro
Autor: Ewerton Carvalho
Publicado por: Talentos da Literatura Brasileira (NS)
Ano de publicação: 2015

Número de páginas: 446








Sinopse

Criado pela feiticeira Baba, Ohrí, aos 5 anos, conhece poções  que curam e matam. Levado por uma caravana cigana, é escravizado por um duque em seu castelo.
Caindo nas graças do Conde Wladimir, ele conhece a vingança na forma mais fria.  Ao se libertado, Ohrí encontra Khoran, um velho andarilho que o leva ao último refúgio dos celtas e druidas, nos confins da Irlanda.  No povoado paradisíaco, Hy Breasail, a magia e a realidade se misturam e, após várias provações, Ohrí se torna adulto e é batizado com o Alkahest, o sal da vida.  Porém, a morte de um ente querido o faz partir para fugir da dor e buscar, de novo, a paz.   Em vez disso, ele encontra a guerra nas Cruzadas ao lado de Ricardo Coração de Leão.  Agraciado com uma dádiva enviada das estrelas, Ohrí encontra a tão procurada paz.  No entanto, ela não dura muito e um chamado irrecusável o leva a uma armadilha que o faz se considerar o culpado pela tragédia.  Acreditando ser detentor de alguma maldição, parte em busca de respostas.



Resenha

O Primeiro Vampiro começa com uma narração bem leve e ao mesmo tempo afoita. Se passa na Idade Média que é mais conhecida como Idade das Trevas. Já no primeiro capítulo nos deparamos em um parto sendo auxiliado por uma parteira. A bela moça chamada Rhéya Pandur, que ao lado de seu marido, Malkdör Maw, sofre com as dores de conseguir trazer um filho ao mundo. Depois de um certo sofrimento, Rhéya consegue perceber que não irá tão longe. Seu último desejo é apenas de ter o filho em seus braços e de ouvir que seu amado esposo o protegerá. Seguindo o ritual que Rhéya sempre sonhara, Malkdör faz em sua homenagem apresentando aos deuses seu filho. Vendo que o pai da criança será incapaz de cuidar do bebê sozinho, a parteira tenta o convencer de que será melhor o levar e o criar. Revolto de ódio,  Malkdör, não a deixa colocar um pé fora da cabana e então a ataca no pescoço com uma corrente a deixando presa dentro da casa, praticamente impossibilitada de lá sair. A parteira é nomeada como Baba e se torna ama de leite de Ohrí.

Passado algum tempo ali presa e sofrendo abusos sexuais, Baba é libertada mas Ohrí pede para ir junto com ela mesmo sabendo que seu pai nunca deixaria. Baba vai embora mas também com ela vai todo o enriquecimento das terras que fizera enquanto estava ali. Malkdör está impotente. Baba volta a cabana onde foi feita refém por muitos anos. Malkdör diz que irá matar Baba por ter feito as terras dele serem desoladas e então parte pra cima da jovem. Em defesa, depois de uma luta corpo a corpo, o homem é morto por Baba. Ela conta o que aconteceu para Ohrí e manda ele a esperar em uma árvore. Chorando ele foi apenas seguindo caminho pela mata. Ohrí foi despertado por três cães que lambiam seu rosto e se deparou com um garoto que o chama para seguir caminho juntamente com eles.  Ohrí aceita o convite e conhece OS ROMA. A partir dali a vida de Ohrí é modificada, faz amigos, se torna escravo e conhece a pior forma de vingança. A vida de Ohrí já estava destinada.



Além de quatro anos de tanto pesquisar, Ewerton Carvalho teve a sensatez de fazer com que o leitor torcesse pelo melhor durante toda a leitura. O Primeiro Vampiro é um livro muito envolvente e é do tipo que você tem que apreciar o momento. Nada de ler rápido. Leia na manha, bem devagar, sinta o gostinho dos detalhes que ele lhe trás. Durante todo o tempo que lia eu era puxado para o interior da vida de Ohrí. Um menino que tem sua vida já destinada antes mesmo de nascer e que vai saber a verdade apenas quando já está na vida adulta.





O livro é recheado de poesias que me encantaram. Tem uma escrita muito bem feita e uma edição merecedora de aplausos. A capa foi muito bem estudada eEwerton Carvalho conseguiu fazer belas ligações com várias mitologias em plena Idade das Trevas, não deu um sequer escorregão que me fizesse ficar com um pé atrás. O cara é foda sim e quero ler muito mais que eu puder ler. Me tornei um fã declarado, vou recomendar o livro demais pra todo mundo.
apenas quando estamos nos últimos capítulos podemos ver a dimensão que nos passam por ela. Ele é dividido em onze (11) capítulos e cada um relata uma parte da vida de Ohrí Pandur Maw. A cada relato aparece personagens novos que ao mesmo tempo são odiados e amados.


Sobre o autor

EWERTON CARVALHO
Nascido em fevereiro de 1964, natural de Natal RN.
É apaixonado por filmes de terror desde os 8 anos, onde os assistia ao lado de seu irmão nos anos 1970.  A paixão continuou até a idade adulta. Mudou-se para o Rio de Janeiro para fazer Cardiologia, onde teve o dom da poesia aflorado, resultando em 400 poemas escritos.  Leitor assíduo dos mais variados temas, tem como hobby a boa gastronomia, cervejas diferenciadas, cafés especiais( após fazer curso de barista) e bons vinhos, sendo ex-monitor da ABS-RJ.  Após vinte e cinco anos no Rio de Janeiro, mudou-se para Campo Grande MS, onde exerce a medicina e leciona Enologia no instituto de Gastronomia das Américas.  Este é seu primeiro romance, um projeto fruto de uma inspiração e que o levou a uma longa pesquisa sobre o tema.

Então é isso galera. Espero que tenham gostado da resenha. Deixe aqui a sua opinião nos comentários.
Até a próxima postagem.
Se cuidem.
Beijão ;*


Comentários

  1. Oi!
    Fiquei curioso, mas estou com um pé atrás com histórias que tentam recontar a origem dos vampiros, uma lenda já tão bem fundamentada por dezenas de obras de diferentes mídias. De qualquer forma, anotado ;)
    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Carlos.

      Não há quem duvida de uma coisa que relata vampirismo, mas posso te dizer uma coisa: Leia. Tenho certeza de que irá ficar surpreso como eu fiquei. A narrativa é envolvente e você se esquece de tudo que já foi escrito ou criado. Vale a pena demais.

      ABS.

      Excluir
  2. Sua resenha está muito boa, como gosto de histórias de vampiros sem dúvidas fiquei interessada por esse livro, e realmente o autor teve muito dedicação nesses 4 anos escrevendo esse livro, parece ser um livro com uma ótima história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mariele.

      Muito obrigado. Sim, ele se dedicou bastante. É uma ótima história. Leia mesmo. Me conte depois o que achou.

      ABS.

      Excluir
  3. Não conhecia o livro, e só por ser um livro nacional, já me chama muito a atenção. Amo quando autores fazem pesquisas para detalhar mais seu livro e gosto bastante do gênero. Com certeza vou ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maisanara.

      Que bom que conheceu aqui. Sim, livros nacionais ultimamente tem chamado muita atenção. Espero que leia e goste. Quero saber o que achou, o.k?

      ABS.

      Excluir
  4. Hey!
    O enredo do livro parece ser bem legal, fiquei bem curiosa. Adorei os livros nacionais que já li, espero gostar deste também. O livro vai, com certeza, para a minha lista de leituras <3
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Pamela.

      Sim, o livro corre muito bem. Tenho certeza de que irá gostar desse. Quero saber como foi a leitura depois, o.k?

      ABS.

      Excluir
  5. O livro parece mesmo uma obra prima, fiquei bem curioso com toda a premissa e a escrita do autor, que parece divina. Sua resenha me instigou, agora tenho que ler o quanto antes =D Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Dan Igor.

      Obrigado. Seu interesse valerá muito a pena. Leia mesmo. Me dê sua opinião sobre o que achou.

      ABS.

      Excluir
  6. O que mais me encantou na resenha foi o detalhe de que a história do livro de forma inteligente os períodos que ob personagem passa. Da idade média, as Cruzadas... Esses fatores deixam a narrativa mais rica e convidativa... Quero ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mayko.

      Isso encanta qualquer leitor. Quando ler verás que a vida de Ohrí Pandur é desconcertante. Tenho certeza de que irá gostar demais do personagem.

      ABS.

      Excluir
  7. Oiii...
    bem a vida do nosso protagonista e bem sofrida ne???....Parece mesmo um livro muito bom e com muitas pesquisa...adoro ver varias historias a partir de uma so...como o primeiro vampiro...tem varias historias com um mesmo assunto mas totalmente diferente...esse e o diferencial no livro..e uma coisa totalmente nova...o autor teve uma baita criatividade...kkk...otima resenha...louca pra ler...bjss..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Karol.

      Muito obrigado. Sim, Ohrí tem muito o que aprender. Com o passar do tempo ele vive coisas terríveis. O que você leu aqui na resenha não se compara ao decorrer do livro. Leia mesmo. Quero saber o que achou depois, o.k?

      ABS.

      Excluir
  8. Oi!
    Ainda não conhecia esse livro mas a historia me deixou interessada e curiosa sobre a jornada e o final de Ohrí já que desde a resenha torcemos para ele e fiquei curiosa sobre a escrita do autor !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Suzana.

      Que ótimo que conheceu ele aqui. A vida de Ohrí tem um fim maravilhoso. Leia e tire suas conclusões, tenho certeza que irá se apaixonar.

      ABS.

      Excluir
  9. Primeiro: AI MEU DEUS, VC GRIFA OS LIVROS COM UM MARCADOR DE TEXTO, MEU CORAÇÃO DÓI

    Segundo: haha Parece ser um bom livro, mas me lembra bastante um filme sobre drácula que saiu recentemente...Não sei se tem um a ver com outro, mas...
    Costumo gostar de livros de vampiros, mas minhas ultimas tentativas de leituras nacionais do tema foram bem decepcionantes (ok, to falando de Não Deixe o Sol Brilhar em Mim).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Fernanda.

      Primeiro: Sim, se eu marcar com algum marcador na página, depois que eu pegar o livro vou ficar pensando o que aquele marcador está fazendo ali. Com isso, eu grifo para lembrar onde está a frase. Até facilita.
      Segundo: É bem diferente de "Drácula", o filme que saiu e tal... leia, apoio que leia pra você ver o que existe escritor bom. É um tema complicado demais de lidar, o vampirismo, mas Ewerton foi O CARA pra escrever esse livro. Leia!

      ABS.

      Excluir
  10. Eu quero esse livro ele ta muito baratinho na Amazon 😍 Amo vampiros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Amanda.

      Quem não ama vampiros? hahahaha. Aproveite o preço.

      ABS.

      Excluir
  11. Uauuu. Essa capa eu achei tão sem graça que quase não li a resenha. Mas depois das suas palavras... estou bastante ansiosa para lê-lo! Amo livros com reviravoltas e surpresas, e esse parece não ser um dos vampiros bobos e apaixonados como Crepúsculo, parabéns pela resenha, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Gicélia.

      Hahaha. Que ótimo que você não o julgou pela capa. Mas deixa eu te contar um segredinho: a capa trás uma cena e tal... Enfim, já que gosta de reviravoltas, tenho certeza que você irá amar essa história. Muito obrigado.

      ABS.

      Excluir

Postar um comentário

Mais Visitadas do mês

Os Guardiões | Crítica

Edgar Allan Poe | Resenha #89

Eu, Robô | Resenha #88

Obsessões por Livros | TAG

Balançando a Raba 1.0